ENTREGAMOS PARA TODO O BRASIL - COMPRE NO SITE E RETIRE NA LOJA - OPÇÃO DE ENVIO POR MOTOBOY PARA GRANDE SÃO PAULO - PARCELE EM ATÉ 5X SEM JUROS NO CARTÃO.

Em 1955, uma companhia em Cincinnati, Ohio Estados Unidos chamada Permanent Pigments que destilava cores a partir de óleos desde 1933 (e administrada por um homem chamado Henry Levison, que viveu, bebeu, dormiu e respirou tintas artísticas) lançou um produto novo. Esta nova tinta artística era formulada com uma resina acrílica solúvel em água. Podia ser aplicada densa ou diluída e sobre qualquer superfície. De secagem rápida podia ser retrabalhada, aplicada em camadas e o mais importante, poderia ser diluída e limpa com água. Levison tentou batiza-la com um nome que capturasse a essência do meio e o fato que a tinta poderia ir do fluido líquido à textura espessa.
A tinta foi então chamada de Liquitex. Levison passou a incentivar os artistas a usarem o produto, mas a aceitação era lenta. Os acrílicos não ganharam completa aceitação na comunidade artística até que Levison descobriu um princípio que é válido até hoje: a boa informação é tão importante quanto o bom material. Baseado nesse fundamento, Levison lançou um programa da demonstração em que os artistas ofereciam workshops e conferências no uso dos acrílicos aos estudantes e aos professores das faculdades. Em poucos anos, os acrílicos eram usados consistentemente nas faculdades e nas universidades em todo o país. E não demorou muito para que a Liquitex estivesse sendo usada por alguns dos artistas mais importantes.

LIQUITEX

LIQUITEX
Definir Direção Decrescente
Ver como Grade Lista

Itens 1-12 de 26

Página
por página
Definir Direção Decrescente
Ver como Grade Lista

Itens 1-12 de 26

Página
por página